capa
Lançado em 2012 pela Editora Saraiva, Por quê?, de Simon Sinek, é um livro sobre as razões que levam as pessoas a fazerem certas escolhas. Se sua motivação é genuína, ela certamente vai atrair gente que pensa da mesma maneira, e essa é a beleza da ideia.
1
A palavra MORAL pode ser, dependendo do contexto, um substantivo comum do gênero feminino (normas de conduta e princípios, bem como a conclusão e propósito de alguma coisa) e em outras um substantivo comum do gênero masculino (estado de espírito). No caso acima, o sentido é estado de espírito e, portanto, deveria estar acompanhada de artigo no masculino (no primeiro grifo) e adjetivo (no segundo).
2
CAUSA é substantivo feminino. Como os adjetivos devem sempre concordar em gênero e número com os substantivos a que se referem, o correto seria ACULTURADO, que é adjetivo, também estar (a causa se tornou tão aculturada).
3
O verbo DAR significa ceder de graça, conceder, oferecer e é transitivo direto e indireto (damos alguma coisa a alguém). O objeto direto do verbo na frase acima é PODER; assim, o objeto indireto é INDIVÍDUO, cujo artigo deveria ter sido antecedido da preposição A (dar ao indivíduo).
4
O verbo deve ser conjugado de acordo com o sujeito a que se refere. SEUS MODELOS é sujeito da frase e está no plural; o verbo TORNAR-SE, assim, deveria ter sido conjugado no plural (seus modelos de negócio se tornaram).
5
Não se deve separar sujeito (cobradores) de predicado (usavam) por vírgula (cobradores usavam).
6
Nomes também possuem regência, como já falamos por aqui. CAPACIDADE é substantivo que deve ser sempre acompanhado de preposição, que pode ser DE, PARA ou EM (a capacidade de serem bem-sucedidas).
7
No primeiro grifo, o pronome pessoal do caso reto ELAS se refere a SUCESSO e deveria estar no singular e no masculino (embora desfrute do sucesso, ele não é motivado por ele). No segundo, MESMOS diz respeito a PESSOAS, e deveria estar no feminino (inspira as pessoas à sua volta a fazerem grandes coisas por si mesmas).
8
Apesar de ciclo e círculo serem palavras de mesmo sentido etimológico, a expressão legitimada na língua portuguesa é CÍRCULO VICIOSO.
9
SEQUER quer dizer ao menos, pelo menos, e é uma palavra usada com frequência em frases negativas, e pode também ser utilizada em sentenças de sentido positivo. No entanto, apesar de ser comum em frases negativas, SEQUER não tem por si mesmo significado negativo. Assim, são incorretas as frases que aplicam o advérbio com ausência da negativa NÃO ou NEM.
10
A conjugação do verbo PROVAR na terceira pessoa do plural do presente do subjuntivo é PROVEM. PROVÊM é conjugação do verbo PROVIR na terceira pessoa do plural do presente do indicativo (marcas que provem).

cropped-header-blog_branco.png

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s