disney
O jeito Disney de encantar os clientes: do atendimento excepcional ao nunca parar de crescer e acreditar foi escrito pelo Disney Institute e publicado em 2011 pela Editora Saraiva (para fins deste trabalho foi lida a 18ª tiragem da primeira edição). É um livro que ensina como priorizar o cliente, prevendo suas necessidades e atendendo-as.
6
Para manter a coesão do texto, o tempo verbal utilizado deve ser sempre o mesmo, evitando misturar presente, passado e futuro. Dessa forma, as ideias ficam melhor organizadas e claras para o leitor. No caso aqui apresentado, todos os verbos estão conjugados no passado, menos PASSAR, que está no presente – pág. 84.
8
O sujeito da frase é PESSOAS e o verbo PODER, transitivo direto, deve ser conjugado no plural, em função de a frase estar na voz passiva (não se podem mudar as pessoas) – pág. 94.
4
O verbo ASSISTIR no sentido de ver é transitivo indireto e pede a preposição A (assistir ao desfile). Embora seja muito comum as pessoas omitirem a preposição na língua falada, a escrita pede mais rigor, não sendo correto deixar de empregar a regência correta.
5
Aqui encontramos duas situações na mesma página do livro:
inicialmente, o sujeito da oração destacada é PRODUTO, que está no singular, razão pela qual o verbo PREPARADO deveria ter sido conjugado de acordo com ele e não no plural (ver o produto sendo preparado). Além disso, falta o acento grave no A que antecede perfeição (mantê-lo à perfeição), vez que neste caso temos a ocorrência de crase, devido à junção do A artigo ao A preposição.
3
QUESTÃO é substantivo feminino, o que faz com que a concordância fique prejudicada pelo uso de um pronome masculino, no caso, os quais. O correto é que ambos estejam no feminino plural: as questões/as quais. (as questões de processo com as quais você precisa lidar) – pág. 125.
2
O pronome DAQUELES sobra na frase [quando o East General Hospital (…) analisou sua base de pacientes, percebeu que os da oncologia tinham necessidades e desejos muito diferentes) – pág. 141.
1
O infinitivo pessoal (flexão do verbo no infinitivo) ocorre quando se deseja enfatizar o agente da ação verbal. No caso, o agente “os elementos” é o único sujeito da frase, razão por que a flexão deve ocorrer apenas em relação ao verbo DEVER. O verbo PREJUDICAR, na oração seguinte, não está flexionado, deixando o texto mais limpo, o mesmo devendo ocorrer com FUNCIONAR (os elementos em um sistema devem ser alinhados para funcionar juntos) – pág. 154.

cropped-header-blog_branco.png

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s